Se você quer causar impacto neste mundo, coloque as suas crenças e a sua Fé em prática

Nick Vujicic

Depois de toda luta e cada descanso, quero me levantar forte e pronta, como um cavalo novo

Clarice Lispector


Marketing

A internet e as atividades rurais

A web é, ao mesmo tempo, mídia, veículo de Comunicação e ferramenta de venda. A grande sacada é saber explorar todas essas facetas

14/05/2019 - 11:37 | Atualizado em 17/09/2019 - 22:30

Marcelo Pardini
Os negócios rurais devem agregar valor às pessoas via trocas sinérgicas

“Um comerciante não é mais do que um servidor do público e recebe uma paga pela prestação desse serviço. Para isso é preciso estudar a quem se serve, sem preconceitos nem antecipações. Se queremos servir os outros (para lucrar com isso ou não), nós é que devemos pensar como eles efetivamente pensam, e não como é que nos seria agradável ou conveniente que eles pensassem. Um comerciante não tem personalidade, tem comércio; sua personalidade deve estar subordinada ao seu comércio, e o seu comércio está fatalmente subordinado ao seu mercado”. Esta frase foi escrita em 1926, no artigo “A Essência do Comércio”, na revista Comércio e Contabilidade, publicada em Lisboa, Portugal, por ninguém menos que Fernando Pessoa. Acredite, ela é pertinente à reflexão sobre a importância da internet nas atividades rurais, tema desta minha primeira coluna em Agro MP.

A web é, ao mesmo tempo, mídia, veículo de Comunicação e ferramenta de venda. A sacada é explorar essas facetas. A utilização do meio digital permite redução de custos pela eliminação do suporte físico nos processos de compra e devido à eliminação de intermediários reduzem-se as perdas. Prospects e clientes têm seus hábitos de consumo identificados, facilitando a definição dos compradores mais rentáveis e ofertas adequadas para cada parceiro. Segundo os especialistas, a visão tem que ser sempre otimista. 

O Brasil possui atualmente 150 milhões de usuários ativos da internet, sendo que 111 milhões estão conectados nas redes sociais, segundo o Relatório “Digital, Social & Mobile in 2019”, elaborado pela Agência de Marketing Digital We Are Social, do sistema norte-americano HootSuite. A tendência é que o meio digital ganhe terreno nos próximos anos em relação às áreas de Publicidade e Propaganda.

“Marketing é o conjunto de atividades destinadas a compreender o mercado e os clientes, criar e comunicar valor à marca”, definiu Peter Drucker, um dos mais respeitados estudiosos do tema. Neste sentido, é preciso avaliar as forças e as fraquezas da empresa; os concorrentes no mercado; a estrutura da indústria, e o target. Definir o posicionamento que almeja e, depois, alinhar os objetivos da empresa, através daquilo que se deseja: aumentar a participação de mercado, lançar um produto, explorar novos segmentos, reforçar a imagem da marca, gerir um período de crise etc. Por fim, fixar metas realistas, mensuráveis e limitadas no tempo.

O que virá? Confesso não ter a resposta de bate-pronto, mas que estejamos inseridos nas mudanças como líderes, fazendo com que os nossos negócios agreguem valor às pessoas, em conexões cada vez mais sólidas e de trocas sinérgicas. “O homem é do tamanho do seu sonho”, sentenciou Fernando Pessoa.

Fonte:
A Bíblia do Marketing, Kotler, Philip; Keller, Kevin Lane (Ed. Pearson Education Brasil, 12ª edição, 2012).


Foto:

Marcelo Pardini contato@agromp.com.br

Marcelo Pardini é narrador, poeta, jornalista, pós-graduado em Marketing e leiloeiro rural. Titular da marca Agro MP - A voz do Agronegócio.

11 colunas publicadas

Publicidade
Banner Vetnil