Mesmo quando não havia nenhuma esperança, sempre procurei dar o melhor de mim

Orson Welles

Suba o primeiro degrau com Fé. Não é necessário que você veja toda a escada. Apenas dê o primeiro passo

Martin Luther King Jr.


Veterinária

Reabilitação do cavalo atleta

Existem várias terapias não invasivas, utilizadas há anos nos esportistas humanos, que agora são empregadas nos equinos de alta performance

12/07/2019 - 13:07 | Atualizado em 02/10/2019 - 11:13

Certa feita, o Dr. Francisco Lança, médico veterinário com vasta experiência em cavalos de alta performance, especialmente os das raças Puro Sangue Inglês e Quarto de Milha, tanto no Brasil como no exterior, elaborou uma matéria sobre a reabilitação do cavalo atleta para o Portal InfoHorse, veículo de Comunicação do jornalista e leiloeiro rural Marcelo Pardini, que esteve no ar até 2018. O conteúdo é tão rico de informações, que o reeditamos aqui:

No meio esportivo equestre, por vezes, falta o elo na cadeia de eventos que se inicia com a lesão do atleta e termina com o retorno à atividade física. Este representa a reabilitação planejada do cavalo de Esporte e as terapias secundárias direcionadas em cada caso específico. As consequências do cuidado especial são: recuperação em prazo breve (encurtamento das fases inflamatórias da lesão), aceleração da cicatrização (não formação de reações cicatriciais nem perda de massa muscular) e amplitude dos movimentos.

Segundo o Dr. Francisco Lança, as grandes equipes hípicas mundiais já iniciaram esse projeto há décadas, tendo obtido resultados muito além dos esperados nas competições. “Bons exemplos são os times de Enduro do Estado do Kentucky, nos Estados Unidos, e alguns haras de Puro Sangue Inglês, como o da família Maktoum, os maiores criadores do mundo”, aponta o especialista.

Existem várias terapias não invasivas que vêm sendo utilizadas há décadas em atletas humanos e que, agora, são empregadas nos cavalos de alta performance no mundo todo:
- Agentes térmicos;
- Eletricidade (TENS, FES);
- Som;
- Luz (Fototerapia);
- Campos magnéticos;
- Compressão, e
- Movimento.

O programa de Fisioterapia equina é muito abrangente, podendo ser aplicado tanto em potros recém-nascidos como em cavalos idosos, sendo o objetivo principal a terapia de problemas musculoesqueléticos e a restauração do movimento adequado do animal.

O condicionamento físico do cavalo atleta pode ser maximizado através de programas planejados de Fisioterapia respiratória e manual. O objetivo de qualquer condicionamento básico é aumentar a resposta fisiológica e física ao exercício. E há ainda as respostas psicológicas, que são: maior confiança e desejo em realizar exercícios.

O aprimoramento físico gera maior força e resistência com redução do risco de lesões. O programa de condicionamento é específico a cada tipo de atleta, ou seja, em cavalos de Corrida e Tambor, por serem atividades quase que anaeróbias, a capacitação deve ser voltada para essa característica e não somente para a resistência.

Por fim, para que haja melhora no desempenho do cavalo atleta, no programa de condicionamento aplicado são trabalhadas as seguintes capacidades:
- Aumento da captação de Oxigênio com diminuição da ventilação no exercício;
- Diminuição dos batimentos cardíacos durante o exercício;
- Aumento da dimensão cardíaca e da circulação sanguínea;
- Aumento da capacidade muscular aeróbia, mais rapidez na contração muscular;
- Aumento da massa muscular;
- Maior alongamento e resistência de tendões e ligamentos, e
- Melhora da qualidade óssea e sua remodelação face ao exercício.


Publicidade
Banner Haras Lagoinha