Você é o único dono da sua trajetória. São as suas ações que trazem os seus resultados. Portanto, cabe somente a você mudar o que não está dando certo para chegar ao objetivo desejado

Paulo Vieira

O amor é um modo de viver e de sentir. É um ponto de vista um pouco mais elevado, um pouco mais largo. Nele, descobrimos o infinito e horizontes sem limites

Gustave Flaubert


Corrida

Ordem, regras e participantes felizes

O Jockey Club de Sorocaba é hoje o único hipódromo reconhecido pela American Quarter Horse Association em toda a América do Sul

13/06/2019 - 17:29 | Atualizado em 18/09/2019 - 08:58

Caros turfistas, treinadores, proprietários e criadores, manifesto o meu total agradecimento a todos os Diretores que trabalham e/ou atuaram em prol do Jockey Club de Sorocaba, especialmente nos últimos anos. Cada um teve importância para o sucesso que é hoje o nosso hipódromo. Em especial, cumprimento a gestão anterior, comandada por Érico Braga. Ele, inclusive, faz parte do corpo diretivo atual.

O calendário do Jockey Club de Sorocaba, elaborado pela Diretoria anterior, foi mantido por nós. A própria Comissão de Corridas foi exatamente a mesma da gestão anterior, durante todo o ano de 2018. Houve apenas uma alteração para 2019, com a substituição do Sr. Nilson Genovesi (que continuou como Diretor de Turfe, sempre disposto a oferecer seus fartos conhecimentos sobre o setor e o Código Nacional de Corridas) pelo Sr. Jarbas Bertolli, que por 26 anos foi superintendente do Stud Book da ABQM (Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha).

Tal a importância das Diretorias, que o Jockey Club de Sorocaba é hoje o único com Carta Patente no Brasil que promove corridas regulares de cavalos Quarto de Milha, ou seja, com autorização governamental para o funcionamento. Vale lembrar que hipódromos centenários tiveram suas Cartas Patentes cassadas pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Nos tempos atuais, com a rapidez da circulação das informações, os hipódromos sem tal documento terão que se adaptar para consegui-lo, sob o risco de sansões ministeriais. Quando a nossa Diretoria foi convidada, formamos um time de primeira, para dar sequência a essas conquistas. Dois projetos principais foram definidos: a saúde financeira do Jockey e o bem-estar dos animais. 

Projeto 1 - Acabar com a inadimplência. Qualquer empresa, por mais bacana que seja, acaba se não tiver saúde financeira. Isso significa receber e pagar em dia os seus compromissos. Como todo projeto que se inicia há a implantação, a adaptação e a consolidação. A implantação demanda coragem dos dirigentes. A adaptação enseja em aprendizado da coletividade. E a consolidação é consequência da coragem e do aprendizado.

Implantamos o projeto para acabar com a inadimplência. Com isso e a ajuda dos Diretores, passamos a pagar todos os nossos compromissos em dia e tornamos o nosso Jockey viável financeiramente. Sem dúvida, algo positivo para todos. A adaptação não foi fácil. Alguns não se adaptaram. Não há como o Jockey pagar suas contas de prêmios, apostas e despesas (funcionários, luz, manutenção, segurança etc) se não recebe dos participantes. Cumprimos o que está em todas as chamadas: “somente serão aceitas inscrições para as corridas dos proprietários quites com a Tesouraria do Jockey”. Foi difícil implantar, duro adaptar, mas está consolidado. Temos a certeza de que as Diretorias futuras manterão com coragem esta conquista, para o bem da saúde financeira do Jockey Club de Sorocaba.

Rafaela Ferraz
As premiações no Jockey Club de Sorocaba são pagas em dia

Projeto 2 - Cumprir as regras do antidoping. Isso não é opção. É situação imperativa para manter a Carta Patente do Jockey. Mais do que isso, é situação preponderante para segurar e atrair proprietários sérios para o Esporte. Sem proprietário não há corridas. Ora, qual o prazer em investir em genética, criação e treinamento, se depois corre contra medicamentos proibidos? As regras de antidoping são importantes para todos correrem em igualdade de condições!

Correr com antidoping é mais barato, saudável, alegre e justo. Implantamos o projeto, com coragem e com consultoria do maior especialista da área no Brasil, Dr. Thomas Wolff. Durante o período adaptativo ocorreram falhas. Fomos corajosos, inclusive, facilitando tal adaptação, concedendo uma última anistia aos treinadores. Hoje, consolidamos isso. Sem controle de antidoping feito por laboratório homologado pela IFHA (International Federation of Horseracing Authorities) corremos o risco de perder credibilidade, competir em desigualdade e, principalmente, perder nossa maior paixão: o cavalo.

Rafaela Ferraz
Correr com antidoping é mais barato, saudável, alegre e justo

Por exemplo, quando o “cinto de segurança” foi incluído no Código de Trânsito brasileiro houve muita crítica na implantação e multas na adaptação, mas hoje está consolidado. Quantas vidas a consolidação da obrigatoriedade do uso do “cinto de segurança” salvou? Quantas vidas equinas salvamos com a consolidação do controle de antidoping por laboratório reconhecido pela IFHA? Valeu a pena! Fica a certeza de que a nova gestão manterá com coragem esta conquista, para o bem do Esporte e da saúde de nossos cavalos. Foi difícil alcançar, será muito perigoso retroagir.

A Comissão de Corridas do Jockey Club de Sorocaba é formada por um time excepcional e está no comando para julgar e defender o Esporte. Como exemplo de sua importância, cito um fato ocorrido no último sábado, no Rio de Janeiro, durante a semana do Grande Prêmio Brasil: o potro Efetivo Bull chegou à frente do pelotão no GP Major Suckow, prova de Grupo 1, mas após o julgamento da Comissão de Corridas do Hipódromo da Gávea ele foi passado de primeiro para terceiro lugar. Lógico que a equipe, então vencedora, chateou-se com a Comissão de Corridas, mas no dia seguinte, o mesmo time (jóquei, proprietário, treinador) voltou às pistas e ganhou o Grande Prêmio Brasil, desta vez com o craque George Washington. É assim que funciona no Esporte. E no domingo, pelo GP do Canadá de Fórmula 1, o piloto Lewis Hamilton, mesmo cruzando em segundo lugar, foi declarado o vencedor pela Comissão de Corridas da F1, que puniu Sebastian Vettel, que havia cruzado a linha de chegada em primeiro, mas foi punido por causa de uma manobra considerada perigosa. A vida continua...

Quem constrói o Jockey Club de Sorocaba somos nós. Somos hoje o mais importante e único hipódromo reconhecido pela AQHA (American Quarter Horse Association) em toda a América do Sul. Podem ocorrer situações que desagradem um e outro, mas o desejo desta Diretoria e de todos que foram e vierem é o de manter a ordem, as regras e os participantes felizes.


Foto:

Mauro Zaborowsky mauro@harasvistaverde.com.br

O empresário Mauro Zaborowsky é titular do Haras Vista Verde, em Boituva/SP, um dos mais vitoriosos do país. É também presidente do Jockey Club de Sorocaba.

12 colunas publicadas

Publicidade
Banner Vetnil