Autorresponsabilize-se. Você é o único responsável pela vida que tem levado. Você está onde se colocou. Sendo assim, só você pode mudar essa circunstância

Paulo Vieira

O sucesso é fugaz, mas os relacionamentos são duradouros

John Maxwell


Veterinária

Auxílio à performance do cavalo-atleta

Conheça as principais terapias complementares que contribuem para a melhora nos resultados dos animais que competem em alto nível

12/06/2019 - 18:47 | Atualizado em 17/09/2019 - 23:10

Certa feita, a veterinária Mônica Platzeck, sumidade em Acupuntura e Fisioterapia equina no Brasil, escreveu sobre as terapias complementares para o Portal InfoHorse, veículo de imprensa mantido pelo jornalista e leiloeiro rural Marcelo Pardini até 2018. A matéria, rica em detalhes, é reeditada aqui:

Foto cedida
Dra. Mônica: "sem dor, o animal atinge 100% de agilidade e velocidade"

Hoje, se analisarmos as diversas atividades e modalidades equestres, perceberemos o quanto elas cresceram em popularidade, premiação, competitividade e nível técnico. Sendo assim, aumentou-se a exigência em relação à performance dos cavalos. O ideal é que o animal tenha agilidade e velocidade, o que só é possível se ele estiver sem dor, equilibrado e flexível. Em busca da melhora no desempenho houve crescente procura pelas chamadas terapias complementares, as quais destacamos:

- Fisioterapia: são utilizados diversos aparelhos, como estimulador elétrico muscular, laser, ultrassom e magnetos, para a melhora do desempenho atlético do animal.

- Acupuntura: muito utilizada para o restabelecimento do equilíbrio natural do cavalo. Podemos estimular ou sedar os pontos com agulhas e também através de moxabustão, acupressão ou eletroacupuntura, dentre outras técnicas. É interessante associá-la com outras modalidades terapêuticas, a fim de otimizar o tratamento.

- Quiropraxia: ocupa-se das disfunções da coluna vertebral e do sistema locomotor, restabelecendo a mobilidade articular correta e melhorando o movimento das articulações da coluna vertebral e das extremidades. Frequentemente o tratamento resulta em alívio imediato da dor e da tensão corporal. É importante salientar que a Quiropraxia é uma terapia integrada, ou seja, trabalha em conjunto com outros tipos de terapias.

Foto cedida
Quiropraxia - tratamento traz alívio imediato da dor e da tensão corporal

- Liberação mio-fascial: Fascia é uma estrutura única que se estende da ponta da orelha aos cascos do cavalo, suportando e envolvendo todas as estruturas do corpo do animal. Fazemos pressões prolongadas, utilizando os dedos, as mãos e os cotovelos. A liberação mio-fascial busca o relaxamento e a atenuação das fibroses, baseada na concepção de que tensões e encurtamentos em qualquer lugar da Fascia podem afetar a função total do corpo e trazer restrições ao equino.

- Alongamentos: a elasticidade dos músculos, tendões e ligamentos permite movimentos mais rápidos e ajuda a prevenir lesões. Trata-se de uma ferramenta muito eficaz quando pensamos no aumento da elasticidade muscular, tendínea e ligamentar do cavalo-atleta.

- Kinesio Taping: método inventado há mais de 30 anos pelo quiropraxista Kenzo Kase. Tem como finalidade tratar e prevenir lesões musculares, articulares, tendíneas e ligamentares sem limitar os movimentos do corpo e sem utilizar medicamentos ou substâncias químicas. Kinesio Taping facilita o processo de cicatrização e ajuda a prevenir lesões, pois aumenta o estímulo proprioceptivo. Outra função é o aumento do fluxo sanguíneo e linfático.


Publicidade
Banner Vetnil