A vida não dá e nem empresta, não se comove e nem se apieda. Tudo o que ela faz é retribuir e transferir aquilo que nós lhe oferecemos

Albert Einstein

Se queres a Paz, trabalhe pela Justiça. Se queres a Justiça, defenda a Vida. Se queres a Vida, abrace a Verdade - a verdade revelada por Deus

João Paulo II


Marketing

Comunicação integrada de Marketing

É louvável que as empresas adotem práticas comerciais éticas e responsáveis, não apenas preocupando-se com o lucro, mas com o bem-estar da sociedade

27/08/2019 - 20:54 | Atualizado em 18/09/2019 - 03:18

Devido à acirrada disputa comercial dos tempos modernos, as empresas cada vez mais investem em soluções para atrair novos clientes, bem como manter os atuais, sempre tendo como norte o lucro. O sistema de gerenciamento e junção dos elementos de Comunicação Publicitária - Propaganda, Publicidade, Promoção, Vendas, além das mais variadas formas de Marketing (online, patrocínio, relacionamento) - tem como foco comunicar a mesma mensagem, fortalecendo a imagem da marca perante o mercado.

Para quem atua na prestação de serviço, o Marketing Social é de extrema importância, uma vez que ajuda a empresa a ter custos de acordo com a qualidade do trabalho e do prestígio perante o público-alvo. Junção de duas palavras aparentemente antagônicas, trata-se de uma ferramenta que contribui na gestão de organizações para planejar a relação de troca com os seus diferentes públicos, visando a melhorar as suas condições de sustentabilidade.

É inegável que hoje existam mais empresas preocupadas em não fazer propaganda enganosa, bem como respeitar o cliente e preservar o meio ambiente, praticando o chamado Marketing Societal, algo não confinado à miopia do lucro a qualquer custo, sendo compromissado com o indivíduo e a sociedade.

Através da consciência de que é impossível serem prósperas numa sociedade decadente, muitas empresas têm adotado o caminho de associar suas marcas à causas sociais. Não há nada de errado nisso, se considerarmos que uma campanha efetivamente atrelada à mudança social representa um bom exemplo de relação ganha-ganha.

Marketing Social define-se como o uso de ferramentas para gerar mudanças importantes em relação a problemas como Saúde, Educação e Habitação, contribuindo para o bem-estar do indivíduo e da sociedade.

Nos Estados Unidos, o conceito surgiu há mais de 50 anos. Na década de 60, o médico Richard Manoff foi pioneiro na utilização da Comunicação para fins preventivos em Saúde Pública, convencido de que a mesma propaganda que vendia cigarros também poderia vender a ideia de que fumar encurta a vida. Hoje, o Marketing Social não deve apenas resgatar velhas dívidas sociais do país, mas fortalecer o capital social e o bem público, reduzindo a ênfase nos problemas, atacando as causas e não os efeitos, buscando soluções efetivas. Para tanto, precisa estar integrado às políticas públicas e fortemente vinculado a um movimento de transformação mais amplo.

O Marketing Social está a serviço de qualquer organização interessada em melhorar a vida dos indivíduos, incluindo obviamente os governos. Seu ferramental de análise de ambientes, gerenciamento de pesquisa, identificação de necessidades e expectativas, definição de estratégias de Comunicação e mensuração de resultados consiste numa importante tecnologia a serviço da mudança social. Dentro desse contexto, as empresas passam a necessitar de uma estrutura interna que não simplesmente doe dinheiro à comunidade, mas gere, desenhe, execute, desenvolva e toque projetos sociais (além de patrociná-los).

Responsabilidade social é uma forma de conduzir os negócios de forma que a empresa se torne parceira e corresponsável pelo desenvolvimento da sociedade. A companhia socialmente responsável é aquela que possui a capacidade de ouvir os interesses das diferentes partes (acionistas, funcionários, prestadores de serviço, fornecedores, consumidores, comunidade, governo e meio ambiente) e consegue incorporá-los ao planejamento de suas atividades, buscando atender às demandas de todos.

A ética é a base da responsabilidade social, expressa nos princípios e valores adotados pela organização. É importante haver coerência entre ação e discurso. O processo nunca se esgota, pois sempre há algo a fazer. Cada vez mais se exige lealdade e parceria da empresa para com os seus fornecedores, preocupação constante com a satisfação e segurança do cliente, qualidade das relações com empregados, meio ambiente, sociedade e até mesmo com os concorrentes.

É indiscutível a importância do Marketing Social para os órgãos que buscam diferenciais. Além de ser um dever do governo e das empresas, torna-se uma atividade que influencia o comportamento do consumidor, gerando valor à marca e permitindo a obtenção de vantagem competitiva e melhor posicionamento. Desse modo, a internet consolida-se como uma ferramenta que permite redução de custos e melhoria nos processos.

Trazendo para o meio rural, onde atuo com produtos e serviços, sempre digo: “Juntos, somos fortes! Unidos, fazemos a diferença em prol do Agronegócio”! O Brasil tem solução. Basta cada um fazer a sua parte, visando a dar bons exemplos, a fim de estimular o outro a fazer o bem também, criando assim uma sociedade melhor. Eu acredito!

Fonte:
A Bíblia do Marketing, Kotler, Philip; Keller, Kevin Lane (Ed. Pearson Education Brasil, 2012).


Foto:

Marcelo Pardini contato@agromp.com.br

Marcelo Pardini é narrador, poeta, jornalista, pós-graduado em Marketing e leiloeiro rural. Titular da marca Agro MP - A voz do Agronegócio.

7 colunas publicadas

Publicidade
Banner Vetnil