O homem que tem coragem de desperdiçar uma hora do seu tempo não descobriu o valor da vida

Charles Darwin

O autor na sua obra deve ser como Deus no universo, presente em toda parte, mas não visível em nenhuma

Gustave Flaubert


Corrida

A pujança do Quarto de Milha de Velocidade

O nosso cavalo de Corrida está em grande fase, tanto no Brasil como nos Estados Unidos, batendo recordes, promovendo negócios e trazendo alegria aos turfistas

03/09/2019 - 20:00 | Atualizado em 17/09/2019 - 12:05

No último dia 24, conforme prometido pela atual Diretoria do Jockey Club de Sorocaba, corremos o I Grande Prêmio do Nordeste, com a participação de animais nascidos no Estado que confere nome à disputa. Mesmo com apenas 02 enfrenados, garantimos a bolsa de R$ 100.000,00, provando mais uma vez o compromisso e a credibilidade do nosso hipódromo. Faço um agradecimento especial aos criadores Paulo Otávio Freire Macedo e Guy Peixoto, que entenderam a proposta da nossa entidade, em que uma simples confirmação lhes permitiu participar de todas as corridas do Grand Prix, além desta prova exclusiva aos produtos nordestinos.

Jacky Silva
Dois animais disputaram a suntuosa bolsa de R$ 100 mil do GP Nordeste

O Quarto de Milha de Corrida está em grande fase, no Brasil e nos Estados Unidos. Passamos pela semana mais importante do Turfe quartista. O Leilão de Ruidoso Downs, ocorrido no hipódromo de mesmo nome, onde se realizaram as provas do All American, com seções divididas entre sexta, sábado e domingo, terminou com média de preço de US$ 49.585,00 (aproximadamente R$ 200.000,00) à vista. Tal número representa a média dos mais de 400 potros yearlings (ano e meio) vendidos neste último final de semana, o que evidencia a força da nossa raça.

No All American Derby, prova de US$ 1.550.000,00, uma “história” que dá roteiro de filme: a Final é composta pelos 10 melhores tempos, dentre os 119 animais de 03 anos que disputaram as Classificatórias; os outros 10 tempos seguintes se classificam para a Consolação, que vale US$ 100.000,00, chamada de First Down Dash Stakes. Para o décimo colocado houve empate no tempo de 21s516, assim, fez-se o sorteio e a potranca Rustys Miracle (Valiant Hero x Rustys Lil Lady, por Fredricksburg) perdeu, indo para a disputa do prêmio de consolo. Vale ressaltar que tal animal passou pelo mesmo “problema de sorteio” no ano passado, quando empatou no décimo melhor tempo das Classificatórias do All American Futurity (02 anos), ficando fora da Final por causa da sorte. Imaginem deixar de concorrer a US$ 3.000.000 por causa de um sorteio? É pra qualquer um desistir!

Durante a semana que antecedeu a Final houve a desclassificação de um dos 10 finalistas, por causa de teste de antidoping positivo. Consequentemente, Rustys Miracle, que havia perdido no sorteio, subiu para a Final. Ao invés de disputar US$ 100 mil, ela foi correr o All American Derby (US$ 1,5 milhão)! Resultado: Rustys Miracle ganhou a prova! É isso mesmo: ela venceu! Isso só ratifica que os exames de antidoping bem feitos trazem justiça e credibilidade.

Nesta próxima sexta-feira, 06, mais uma palestra promovida pelo Jockey Club de Sorocaba. O seminário internacional faz parte do grande relacionamento e da integração desenvolvida pelo nosso hipódromo com a AQHA (American Quarter Horse Association), a maior associação de criadores de cavalos do mundo. Faz parte também do trabalho de fomento que iniciamos nesta gestão, com o objetivo de trazer novidades, informações e aprendizado a todos que assim desejam. Só o conhecimento leva ao sucesso.

Ainda temos 02 meses para finalizar o Calendário de Corridas de 2019. Continuamos com um bom grupo de animais correndo. Só neste próximo fim de semana mais de 40 cavalos participarão das disputas. Uma emoção inigualável!

Rafa Ferraz
As emocionantes corridas no Jockey Club de Sorocaba têm sequência

O presidente do Centro Hípico D’Oeste, Sr. Jonatas Dantas, entendeu o excelente momento que vive o nosso Jockey Club, tanto na parte financeira, com a diminuição da inadimplência, como no quesito credibilidade, conseguida através dos exames de antidoping em laboratório IFHA (International Federation of Horseracing Authorities), e se comprometeu com a comunidade turfística a manter o mesmo rigor financeiro e os exames das Finais de nossos Grandes Prêmios em laboratório IFHA nos Estados Unidos, enquanto não temos um homologado no Brasil, independentemente de qual seja a próxima Diretoria. Tudo isso, com o objetivo de trazer felicidade a todos através do Esporte Limpo, livre das drogas, em igualdade de condições e total credibilidade.

Um grande abraço!


Foto:

Mauro Zaborowsky mauro@harasvistaverde.com.br

O empresário Mauro Zaborowsky é titular do Haras Vista Verde, em Boituva/SP, um dos mais vitoriosos do país. É também presidente do Jockey Club de Sorocaba.

10 colunas publicadas

Publicidade
Banner Vetnil